RMA-Arq

O grupo de trabalho Rede Museus Algarve-Arqueologia (RMA-ARQ) conta com a participação de técnicos de diversos museus e entidades com coleções arqueológicas e Direção Regional de Cultura do Algarve.

As reuniões do grupo RMA-ARQ são efetuadas três a quatro vezes por ano. Por um lado, este espaço de trabalho permite veicular a informação emanada do grupo RMA. Por outro lado, possibilita a troca de informação relacionada com a Arqueologia, auscultar as necessidades formativas dos seus membros e estabelecer projectos de futuro.

No que respeita os encontros “Os Técnicos de Museus Encontram-se” desenvolveram-se nos últimos anos quatro ações que pretendem qualificar e aperfeiçoar aspetos técnicos da atividade profissional dos arqueólogos e outros profissionais que integram a RMA.

 

Metodologias para a produção de Cartas Arqueológicas no âmbito dos Planos Municipais de Ordenamento do Território

foto 1

Direção Regional de Cultura do Algarve, 4 de Junho de 2019

Esta ação de partilha de conhecimentos pautou-se pela apresentação do trabalho desenvolvido, até ao momento, em vários concelhos algarvios, nomeadamente Lagos, Portimão, S. Brás de Alportel, Olhão e Tavira, no que concerne os diversos instrumentos de ordenamento do território (PDM, PU, Plano de Pormenor, …).

 

Fotogrametria aplicada ao Património e à Arqueologia

Albufeira, dia 25 de Janeiro de 2019

Formador: Luís Campos Paulo (CM Albufeira)

Esta ação visava conhecer os princípios e potencialidades da fotogrametria para a investigação, documentação, salvaguarda e divulgação patrimonial, bem como, aspectos técnicos a considerar na elaboração de cadernos de encargos para aquisição deste tipo de serviços.

 

Arqueologia e Reabilitação Urbana

Museu Municipal de Faro, 6 de Junho de 2017

Formadores: Rui Parreira (DRCAlgarve) e Teresa Valente (CM Faro)

Ação que abordou alguns dos instrumentos de salvaguarda do património contidos nos PMOT, nomeadamente as Cartas Arqueológicas, as Cartas de Sensibilidade Arqueológica e os Regulamentos Municipais.

A ação foi enriquecida pela exposição de um caso prático. Esta apresentação possibilitou conhecer algumas reflexões em torno da Arqueologia e da Reabilitação Urbana na cidade de Faro.

 

Arqueologia e Planeamento

Museu Municipal de Tavira, 9 de Maio de 2017

Formador: Rui Parreira (DRCAlgarve)

A ação pretendeu conhecer as opções estratégicas para a região visando a Salvaguarda e a Valorização do Património com especial enfoque nas políticas de Património Cultural.

A discussão foi complementada pela apresentação de um caso prático. Esta exposição permitiu uma profícua troca de experiências, bem como mostrar a ficha-tipo que irá integrar, na vertente Património Arqueológico, o Plano Diretor Municipal do concelho de Tavira e o Plano de Urbanização da cidade.

 

Desenho de materiais arqueológicos, com recurso a software livre.

Albufeira, dia 5 e 6 de Maio de 2016

Formador: Luís Campos Paulo (CM Albufeira)

 

Fotografia de espólio arqueológico 

foto 7

Vila do Bispo, 6 de Março de 2015

Formadores: Frederico Tatá (DRCAlgarve), Ricardo Soares (CM Vila do Bispo)

 

Fotografar Património: Perspectivas fotográficas de sítios, monumentos e paisagens arqueológicas.

foto 8

Vila do Bispo, 24 de Abril de 2015

Formadores: Frederico Tatá (DRCAlgarve), Ricardo Soares (CM Vila do Bispo)

 

Registo, levantamento e Inventário de espólios arqueológicos. Conceitos e Prácticas Museu de Portimão, 27 de Março de 2014

Permitiu conhecer as metodologias utilizadas pelos diversos museus da região no que ao inventário dos espólios arqueológicos diz respeito.

 

Gestão de lugares arqueológicos museografados: políticas, estratégias e práticas de gestão e equipamentos museografados.

Museu de Portimão, 7 de Abril de 2014

Formador: Rui Parreira (DRCAlgarve)

 

Sistemas de Informação Geográfica aplicadas à Gestão do património Cultural.

Museu de Portimão, 31 de Janeiro de 2013

Formador: Ana Alvo e Luís Mendes (CM Portimão), Vera Teixeira de Freitas (Museu de Portimão)

 

Registo, Recolha, Tratamento e incorporação em Museu de espólios arqueológicos

Museu de Portimão, 31 de Maio e 1 de Junho de 2011

Formadores: Ana Isabel Santos, Mathias Tissot (MNA), Pedro Barros, (IGESPAR, I.P.), Maria José Almeida (CM Cascais), Nuno Beja (CM Faro), Vera Teixeira de Freitas (Museu de Portimão)

 

 

Para além de Ações de partilha e aperfeiçoamento de conhecimentos o Grupo RMA_ARQ promoveu outras atividades:

 

Recomendações de boas práticas na gestão de espólios arqueológicos: recolha, seleção e descarte

foto 9

Direção Regional de Cultura de Faro, 4 de Junho de 2019

O grupo de trabalho da RMA-ARQ participou na discussão pública do documento tendo apresentado o ponto de situação no que respeita a gestão de espólios arqueológicos na região do Algarve. Também apresentou algumas reflexões quanto ao conteúdo do documento em discussão.

 

IV Congresso Internacional sobre Arqueologia de Transição: Salvaguarda Arqueológica

foto 10.jpg

Universidade de Évora, 2 e 3 de Maio de 2019

Participação do grupo no IV CIAT sobre Salvaguarda Arqueológica mediante a apresentação do poster: A gestão de espólios arqueológicos no Algarve. Reflexão sobre o seu propósito na actividade arqueológica de salvaguarda.

 

IV Fórum Luso-Brasileiro de Arqueologia Urbana 

foto 11

Universidade do Algarve: 12, 13 e 14 de Outubro de 2017

Considerando a relevância deste fórum, o Grupo de Trabalho participou no evento mediante a organização da Mesa Redonda “Princípios, Práticas e Problemáticas da Arqueologia Urbana”.

A discussão possibilitou abordar questões várias, como por exemplo o princípio da conservação pelo registo, a elaboração de Cartas Arqueológicas e Cartas de Risco, a questão da gestão dos espólios e da documentação arqueológica ou a identificação de formas de convivialidade entre o património arqueológico e o espaço urbano em constante evolução.

 

Contributos da Arqueologia para um Plano Regional de Investigação na área das Ciências e Técnicas do Património (2017)

O Grupo de Trabalho forneceu contributos no que respeita a definição para a região de eixos temáticos de investigação no domínio da arqueologia, abordando problemáticas de relevância regional, tais como as estratégias de povoamento numa perspetiva diacrónica, as transformações urbanísticas, as estratégias de aproveitamento da terra e os assentos de lavoura, a relação das comunidades com o mar e os seus recursos, entre outros.

 

Inquérito para Caracterização das Reservas de Arqueologia do Algarve

Levou-se a cabo um projecto de maior vulto decorrente da necessidade de conhecer a situação dos espólios arqueológicos no Algarve. O projecto, cuja premissa era a de possibilitar uma reflexão sobre boas práticas de conservação e gestão de vestígios arqueológicos incluídos em equipamentos culturais, passou pela elaboração de dois inquéritos, um destinado aos museus da rede, o segundo, às empresas de Arqueologia, O primeiro destes inquéritos encontra-se concluído. O resultado do inquérito realizado entre 2013 e 2014, e que visou dar a conhecer a situação dos espólios arqueológicos da região incluídos em equipamentos culturais, foi alvo de divulgação pública em  https://issuu.com/museusdoalgarve/docs/inqueritoreservasarqueologia .

 

Passeio Arqueológico ao Município de Alcoutim (2016)

foto 12

Foram visitados o castelo de Alcoutim, o seu polo museológivo e a exposição sobre os jogos, O castelo de San Marcos em Sanlucar do Guadiana, a necrópole das Soalheironas, os menires do Lavajo, a Anta do Malhão, o castelinho dos Mouros, Tholos do Malhadito, a cista do malhão, a Barragem do Álamo e o Montinho das Laranjeiras.

  • Introduza o seu endereço de email para seguir este blog e receber notificações de novos artigos por email.

    Junte-se a 158 outros seguidores

%d bloggers like this: